Usuários GSM, as suas chamadas podem estar a ser gravadas!

>> segunda-feira, agosto 02, 2010

gsm

Não sejam paranóicos, não há motivos para se preocupar. Ou há?

 

Mas para quem se preocupa com segurança, devia temer e saber que o Hacker Chris Paget conseguiu “decodificar” o GSM (Global System for Mobile Communications), tecnologia usada em Angola pela nossa querida Unitel, pode não ser tão segura como acreditavamos.

 

Em termos de segurança o GSM usa a criptografia de dados entre o emissor e o receptor, sem uma codificação adequada, as comunicações poderiam ser interceptadas facilmente.

Dois algoritmos de criptografia são usados:

  • GSM A5/1 (1987), mais potente e utilizado principalmente na Europa e Estados Unidos,
  • GSM A5/2(1989), menos potente e utilizado em vários outros países com restrições de uso de algoritmos mais seguros.

Bom, essa criptografia funcionava “antes de Chris Paget”! Nessa nova era ele conseguiu descodificar isso com um kit caseiro de 1500 USD, ou seja, um Kit que muitos, mais muitos “bons cidadãos” estariam dispostos a montar(mandar montar). Esse Kit é composto basicamente de um computador e duas antenas RF.

 

O truque usado pelo Hacker é de simular uma Estação Rádio Base(ERB), partindo do princípio que a chamada será estabelecida pela ERB que tiver o sinal com mais potência.

 

Com isso ele fez uma demonstração, interceptou e gravou conversações de pelo menos 17 celulares GSM.

 

O conselho desse especialista é claro: melhorem os algoritmos de encriptação, evoluam a tecnologia  GSM!

 

Ele avisou…

 

Actualização: Há um post sobre este assunto no SNNAngola com mais alguns detalhes técnicos, seria bom lerem e analisarem (Recomendo!)

 

Via: Engadget || Wikipédia

 

 


blog comments powered by Disqus

Enviar um comentário

Liberdade de uso de Tags HTML e Links
para Negrito (Ex: Novos Horizontes
para Links (Ex: <a href="http://ultracognitivo.com>Novos Horizontes</a>

Divirtam-se.

Adquira o seu domínio.

Seguidores

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2011

Voltar ao TOPO